9 – Pangéia

9_EJA1 – Pangéia  e a Teoria da Deriva Continental

Crosta Terrestre – A ciência geológica calcula a idade da Terra em torno de 4 a 5 bilhões de anos, e há 3,9 bilhões de anos, ocorreu o resfriamento dos metais pesados que existiam em alta temperatura na superfície do nosso planeta, gerando a crosta terrestre.

Pangéia – Há cerca de 250-300 milhões de anos atrás essa crosta visível formava uma única massa continental, isto é, um único continente, bem diferente da

Representação da Deriva dos Continentes

configuração atual, América, Africa, Ásia e Oceania, formavam um único continente. Essa hipótese foi proposta no início do século 20 pelo meteorologista alemão Alfred Lothar Wegener, que a essa massa continental única, envolvida por um único oceano, chamado de Pantalassa, Wegener deu o nome de Pangéia (toda a Terra).

Teoria da Deriva Continental – De acordo com Wegener nessa época ter-se-ia iniciado o processo de separação dos continentes motivado pela ação das forças internas da Terra. A Pangéia teria sido dividida por um longo braço de mar, dando origem a duas grandes massas continentais: Gondwana e Laurásia.
Gondwana ao sul, abrangeria as atuais áreas da América do Sul, Índia, África, Nova Zelândia, Austrália, Antártida, Madagascar, além do Sri Lanka.  Laurásia, ao norte, incluiria as da América do Norte, Groenlândia, Ásia e Europa. No período Cretáceo (136 à 65 milhões de anos atrás) este teria se dividido em várias partes, inclusive tendo se deslocado até atingir a configuração atual. Esta hipótese de Wegener é denominada hipótese da Deriva Continental.

Evidências – Wegener alegava que uma das evidências de que os continentes poderiam ter se separado estaria no próprio contorno deles.

• Comparando a costa da América do Sul com a África você pode observar que os dois continentes são complementares. Além da semelhança entre os dois continentes existem outros indícios.

• O fóssil do pequeno réptil Mesossauro encontrado no Brasil e na África é uma explicação de que os continentes estiveram juntos.

• Brasil e África têm ainda rochas sedimentares iguais, isto é, rochas que foram depositadas entre 350 milhões e 150 milhões de anos atrás.

• Há cerca de 300 milhões de anos, florestas substituíram o gelo e originaram depósitos de carvão. No sul do Brasil e da África, a Austrália e a Índia existem depósitos de carvão com a mesma idade.

Deriva Continental – uma teoria desacreditada – Mesmo após todas as informações contidas na hipótese, a teoria não foi aceita, O fato de não ter Wegener conseguido achar uma explicação para o motivo da separação dos continentes fez sua teoria ficar desacreditada.

Teoria das Placas Tectônicas – Sua hipótese foi confirmada na década de 1960, pelos geólogos americanos Harry Hess e Robert Dietz. Através de estudos, concluíram, entre outros, que o fundo dos oceanos está em constante expansão. Esta descoberta unida à teoria formulada em 1912 por Wegener deu origem à outra Teoria, até hoje aceita, a  Teoria das placas tectônicas.

9_EJA1 – Ativando o entendimento do texto – Pangéia e a Teoria da Deriva Continental

1 – Descreva o formação da crosta terrestre, essa superfície sólida.

2 – Descreva sobre o que foi a Pangéia.

3 – Quando e quem foi o autor dessa Teoria sobre a Pangéia ?

4 – De acordo com Wegener, o que afirmava a Teoria da Deriva Continental ?

5 –  Ainda de acordo com a Teoria da Deriva Continental, que forças provocavam o a divisão da Pangéia em vários continentes ?

6 – Descreva a divisão da Pangéia.

7 – Aponte uma evidência de que a América do Sul no passado formava um único bloco junto com a África.

8 – Por que a Teoria da Deriva Continental não foi aceita pela comunidade científica ?

9 – Após a década de 1960, o que ocorre com a Teoria da Deriva Continental ?

10 – O que afirma a Teoria das Placas Tectônicas ? ( resposta na próxima aula )

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: